Novidades

Eleições gerais, já! Mobilização permanente para ocupar as ruas de todo o Brasil

Foto: Paulo Zab (Site/PSOL Nacional)

Os áudios divulgados pelo presidente da JBS/Friboi não deixam dúvidas sobre o que a imensa maioria do povo brasileiro já sabia: o presidente ilegítimo Michel Temer está envolvido em corrupção até o pescoço. Na esteira das delações de executivos da empreiteira Odebrecht já havia denunciado 8 de seus ministros por corrupção, agora, uma nova delação atinge diretamente o presidente golpista. O objetivo da movimentação da cúpula da direita brasileira era garantir que Cunha, preso pela Operação Lava-Jato, não revelasse informações comprometedoras à Justiça. O senador e ex-presidenciável Aécio Neves também foi flagrado na denúncia, pedindo R$2 milhões. O primo do tucano foi flagrado recebendo dinheiro.

A resposta dos movimentos e partidos do campo popular e democrático foi imediata, a Frentes Povo Sem Medo, a Frente de Esquerda Socialista e a a Frente Brasil Popular estão chamando atos para amanhã, dia 18 de maio em todo território nacional. O momento é mobilização permanente até arrancarmos a convocação de eleições diretas! A forma como a Rede Globo anunciou a bomba do ano deve deixar a todos em alerta. Os velhos donos do país certamente estão tramando mais um golpe contra o povo brasileiro. Portanto, não podemos deixar que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ) assuma a presidência da república sem a data marcada para a realização da eleição geral extraordinária. Nesse cenário o Ocupa Brasília do dia 24 de maio ganha mais importância ainda na luta por um Brasil melhor. Nos levantamos para barrar as reformas e pelo direito de determinarmos os rumos do nosso país!

A esquerda brasileira, os setores progressistas, socialistas e democráticos, devem se juntar em torno dessa bandeira, afinal, não é só o presidente e seus ministros que estão imersos em corrupção. Dentre os 513 deputados da Câmara, segundo o portal da Transparência Brasil, 303 são investigados por algum crime. No Senado, o número também ultrapassa os 50%: 49 dos 81 senadores estão envolvidos em investigações. Portanto, não basta exigirmos a renúncia de Temer, o poder legislativo deve ser renovado por intermédio de eleição direta e o judiciário deve ser passado a limpo, junto a ações que visem a democratização da comunicação em nosso país. Conclamamos todas e todos para que permaneçam vigilantes e permanentemente mobilizados desde já em defesa do Brasil e dos interesses dos trabalhadores, dos povos originários e dos setores oprimidos e subalternizados do nosso país!

Coordenação Nacional do Subverta/PSOL
17 de maio de 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: