Novidades

Manifesto: RESISTÊNCIA FEMINISTA CONTRA A GUERRA

Card colorido. Fundo roxo. Centralizado texto

Nós, as signatárias:

Condenamos veementemente a invasão militar liderada pelo regime de Putin na Ucrânia, que já deixou milhares de mortos e centenas de milhares de desalojados, e que provoca um agravamento do confronto entre blocos imperialistas a nível global.

Rejeitamos as posições emitidas nos últimos dias que aprofundam a espiral belicista. Rejeitamos as decisões de acrescentar mais armas ao conflito e de aumentar os orçamentos de guerra. Rejeitamos as narrativas de segurança que reforçam a lógica do autoritarismo e da militarização. Não em nosso nome.

Devemos recordar que a OTAN é co-responsável pela situação criada com o seu expansionismo global e a sua narrativa militarista de segurança. As armas perpetuam a guerra, perpetuam a barbárie e perpetuam o sofrimento. Não há maior segurança do que a paz.

Com este manifesto aceitamos o apelo lançado pelos grupos feministas russos e juntamo-nos à Resistência Feminista contra a Guerra! Retomamos, assim, o fio condutor da história feminista que tem participado das lutas contra as guerras reacionárias, desde o movimento liderado por Rosa Luxemburgo em 1914, o acampamento Greenham Common contra as armas nucleares dos anos 80, ou o movimento Mulheres de Preto contra a guerra, para citar apenas alguns.

Estamos com o povo da Ucrânia que quer recuperar a paz em suas vidas e exige um cessar-fogo. Estamos ao lado dos cidadãos russos mobilizados que, apesar da repressão e ameaças do regime autoritário e repressivo de Putin, exigem um fim à invasão militar.

É por isso que dizemos Resistência Feminista contra a Guerra. Por trás do NÃO à Guerra não existe uma posição ingênua. O único caminho real para a paz é a desescalada da guerra. Exigimos uma reorientação ousada desta situação a fim de quebrar a espiral militarista iniciada pela Rússia e apoiada pela OTAN. Exigimos a anulação imediata da dívida externa da Ucrânia de 125 bilhões de dólares como medida concreta de apoio ao povo ucraniano e denunciamos as reformas e as condicionalidades impostas pelo FMI nos últimos anos.

O aprendizado com as dolorosas experiências de guerra e conflito na Europa no século passado devem marcar o nosso compromisso e ação. A guerra é inconciliável com os valores e objetivos essenciais do movimento feminista. Pela paz, pela coexistência dos povos e por uma solução democrática para os conflitos.

SOMOS MUITAS E MUITOS QUE DIZEMOS NÃO À GUERRA, AO IMPERIALISMO, AO PATRIARCALISMO, AO AUTORITARISMO E AO MILITARISMO.

NÓS SOMOS O FUTURO QUE PREVALECERÁ

Logotipo. Ao lado esquerdo, espelho de vênus e mesclado com o símbolo da paz. (Círculo dividido por uma linha vertical ao centro. Com duas linhas diagonais, de ambos os lados. Saem do ponto médio da linha vertical até a circunferência do círculo. Embaixo do círculo uma cruz.) Ao lado direito, texto "Feminist Anti-War Resistance".
Resistência Feminista contra a Guerra
Sobre subvertacomunica (46 artigos)
Organização Política Ecossocialista que atua para transformar o mundo, acabar com todo tipo de exploração, opressão e destruição do planeta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: